Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

3/4 de Mim

3/4 de Mim

Nova Iorque - O que visitar?

Nova Iorque é a cidade onde são feitos os sonhos e uma cidade que merece ser visitada com tempo.

 

Aqui estão 13 locais imperdíveis:

 

 

1. Central Park

Eu simplesmente adorei o Central Park, um jardim de 340 hectares que é o pulmão de NY e é sem dúvida um local incrível  onde se pode passear, correr, ler, assistir a um concerto, patinar no gelo no Inverno, namorar, fazer companhia aos esquilos ou andar de bicicleta. É um local com recantos maravilhosos onde encontramos pontes, lagos, castelos  e muito mais.

É mágico sair do meio da multidão e da confusão e entrarmos na paz e harmonia que é este parque.

É de todos, para todos.

 

20150923_144746.jpg

 

 

 

2. Times Square

O mais famoso e vibrante cruzamento do mundo entre a 42nd street, Broadway e a 7th Avenue. Aqui encontramos a "encruzilhada do mundo" onde a noite parece dia. 

O grande atractivo deste local são os imensos ecrãs publicitários com inúmeros anúncios luminosos que todos já vimos em inumeráveis filmes, séries e televisão. Este local é um autêntico íman para milhares de turistas, como eu, que a visitam em qualquer hora do dia e da noite, embora à noite o seu encanto seja ainda maior.

Aqui encontrei a maior loja da Toys “R” Us  que tem uma roda-gigante de 18 metros de altura no interior da loja e um dinossauro T-Rex com 6 metros de altura que ruge e mexe-se. Não é apenas a  “maior e melhor loja de brinquedos do mundo”, é o local onde todos nos sentimos crianças. 

É caótico e aconchegante. É fervilhante e palpitante.

 

20150924_220214.jpg

 

3. 5th Avenue

É quase obrigatório passear na 5ª Avenida e ver de perto a Avenida mais luxuosa e rica do mundo.

Mas esta avenida  tem muito mais para visitar:  Empire State Building, o Rockefeller Center, a Catedral de Saint Patrick, o Metropolitan Museum, o Guggenheim Museum e o Central Park. É imperdível e única.

Durante a caminhada para a 5th Avenue, entre a 42th St e a 5th Ave, encontrei o incrível  Bryant Park, que é um parque arborizado e tão, mas tão agradável no coração de Midtown. Ali aproveitei para descansar, namorar um bocadinho e apreciar a vida nova-iorquina. É um local incrível e cheio de vida.

 

 

4. Broadway

É no Theater District que ficam a maioria dos 38 teatros oficiais da Broadway. É absolutamente proibido não ir ver um musical e arrepiarmo-nos. 

Já sabia que musical queria ver antes mesmo de ir para Nova Iorque: Os Miseráveis. A maioria das pessoas quer ver o Fantasma da Ópera, O Rei Leão ou o Mamma Mia, mas eu sabia desde sempre que queria ver "Les Miserábles" e não me arrependi nada. Fiquei completamente colada ao palco e à actuação e por diversas vezes senti-me arrepiada, emocionada e inebriada pelo ambiente único daquele teatro mágico. O som da orquestra ao vivo, escondida do baixo do palco, é vibrante e dramático.

 

miseráveis.PNG

 

 

5. Brooklyn Bridge

Para mim era totalmente imperdível a experiência de fazer a passagem a pé de Lower Manhattan para Brooklyn. A passagem a pé demorou pouco mais de 30 minutos (2Kms), mas tenho de admitir que fiquei um pouco desiludida, talvez por ter as expectativas muito elevadas. Entre uma imensidão de pessoas e bicicletas não sobrou muito espaço para a magia que achei que ia ter. Mas independentemente disso gostei muito.

O ideal é fazer este passeio na parte da manhã, porque nesta parte do dia o sol reflete no skyline de Manhattan. E o ideal é começar por Manhattan e depois explorar Brooklyn.

Ao atravessar a ponte de Brooklyn chegamos ao DUMBO. A área é toda bonitinha, cheio de prédios antigos de tijolos, ruas tranquilas e muita área verde com recantos muito especiais.

 

20150922_140521_HDR.jpg

 

 

 

6. Memorial 09.11

Aqui o sentimento é de enorme tristeza e de fragilidade. Um ambiente de arrepiar, de tirar o fôlego a muitos e até de arrancar lágrimas. É composto por duas cascatas quadrangulares, contornadas com uma placa de bronze com os nomes de cada uma das vítimas do ataque.  As cascatas estão localizadas precisamente no local onde se erguiam as Torres Gémeas. Estão rodeadas por um jardim tranquilo, um museu e pela torre mais alta da cidade, a Freedom Tower. 

O barulho da queda da água representa as lágrimas derramadas durante o atentado terrorista e transmite alguma tranquilidade.

 

20150922_123044_Pano.jpg

 

 

 

7. Estátua da Liberdade

É um dos maiores símbolos de NY e eu queria ver a estátua de perto, mas não queria esperar horas em filas para estar simplesmente aos pés da estátua. A solução foi fazer um passeio de barco à volta da ilha de Manhattan. Foi a melhor ideia possível porque o passeio foi feito ao final do dia e apanhei o pôr do sol e a noite a cair na cidade. Foi incrível e rendeu a melhor vista de Manhattan. Passamos mesmo à frente da estátua da liberdade e o barco parou para que a estátua fosse apreciada com calma e para se tirarem as fotografias da praxe.

 

estátua da liberdade.PNG

 

 

8. Empire State Building

Um imponente prédio de 102 andares na 5th Avenue, entre a 33rd Street e a 34th Street. Actualmente é o arranha-céu mais famoso de NY.

Subi ao observatório do 86º andar e a vista é simplesmente incrível e irresistível. Mais uma vez a opção foi apanhar o pôr do sol e valeu muito a pena porque foi um pôr-do-sol encantador e único. A vista é de perder o fôlego e desta forma foi possível comprovar mais uma vez a imensidão da cidade. Esta cidade tem um encanto ainda mais especial à noite.

20150923_185121_HDR.jpg

 

 

 

9. MoMa e MET

Estes foram os museus que mais gostei e os que considero serem imperdíveis. 

O MoMa (Museum of Modern Art) é um dos mais famosos, importantes e influentes do mundo. A coleção permanente inclui obras de Picasso, Chagall, Kandinsky, Mondrian, Matisse assim como peças de Rodin, Calder, Moore e outros no seu fantástico jardim de esculturas. Foi inspirador visitar este museu e sinto que mudou totalmente a minha visão artística. 

O MET (The Metropolitan Museum of Art), é também um dos maiores e mais importantes museus do mundo. Possui mais de 2 milhões de obras de arte que abrangem 5.000 anos de história e merece ser visitado com calma.

 

20150924_141543.jpg

 

 

10. Chinatown e Little Italy

Visitar Chinatown é entrar num outro mundo mesmo dentro de NY. Vivem mais de 150 mil chineses e é cada vez mais uma zona procurada por turistas para fazer compras e visitar este local tão distinto e tão diferente. Eu ADOREI Chinatown mas eu sou suspeita porque sou doida pela cultura Asiática. É uma zona movimentada e com os típicos aromas asiáticos. 

Neste momento Little Italy já está quase misturada com Chinatown e perdeu muito do encanto. Mas ainda mantêm a personalidade Italiana e é possível jantar num restaurante tipicamente Italiano e sentirmos que por momentos saímos de NY.

 

 

11. SoHo e Tribeca

Bairros pitorescos com imenso charme, cheios de juventude e irreverência. SoHo transpira arte urbana, diferença, cultura e moda. Aqui desaparece aquele barulhinho típico de NY e aqui respiramos arte. Aqui senti que devia repensar o meu futuro profissional. Aqui encontrei-me e aqui senti-me EU. Para mim o melhor bairro de NY, o mais seguro e o que repira modernidade. Recheado de galerias de arte, marcas exclusivas, bares e restaurantes únicos.

Tribeca também é o mais novo reduto artístico de Nova York, já que muitos estúdios e galerias de arte migraram para o bairro depois da massificação do SoHo.

 

20150926_131841.jpg

 

 

12. Chelsea e Chelsea Market

É um dos bairros mais interessantes de Nova York. O local, que estava meio abandonado foi revitalizado ao longo dos anos e hoje é um endereço cobiçado e caro, com bastante comércio e entretenimento.

Aqui situa-se o High Line Park, alternativa incrível para um passeio em um dia de sol, abriga o Chelsea Market um mercado simplesmente imperdível. Aqui encontramos: padarias, peixarias, restaurantes mexicanos, italianos e muito mais. Lojinhas únicas e irresistíveis.

 

Chelsea-Market-exterior.jpg

 

 

13.High Line

Construído nos anos 30 como uma linha de comboios suspensa, ficou abandonado por muito tempo e em 2009 foi reaberto com um propósito totalmente novo. Depois de reformulado, o High Line tornou-se um parque suspenso, com relva, árvores, plantas, áreas de lazer para usufruir da paisagem urbana.

 

high-line2.jpg

 

 

Há muito mais para falar e mostrar e alguns destes locais vão ter direito a posts individuais.

 

Gostavam que falasse de algum local em especial? 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.