Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

3/4 de Mim

3/4 de Mim

A HISTÓRIA DO AMOR - NICOLE KRAUSS

"A História do Amor", de Nicole Krauss, foi um dos livros que escolhi e ofereci a mim mesma para ler na minha lua de mel e foi uma óptima escolha.

 

Captura de ecrã 2018-01-15, às 22.04.08.png

 

É absolutamente apaixonante, enternecedor e envolve-nos com uma escrita criativa e numa história cativante narrada por três personagens e três histórias paralelas que estão ligadas, direta e ou indiretamente a um livro chamado A História do Amor. 

Um livro escrito pelo Leopold Gursky, um jovem polaco, como forma de declarar o seu amor a Alma com quem teve uma curta e apaixonante relação. Um relação que muda para sempre a sua vida.

Quando a Polónia foi invadida pelos Nazis Leo precisou de deixar o país e acabou por deixar o seu manuscrito com um amigo.

 

Quem inicia a narrativa é o próprio Leo, sessenta anos mais velho, que vive em Nova York e que faz de tudo para chamar a atenção porque o assusta uma morte solitária. Faz da sua amizade com Bruno, outro exilado, uma defesa contra a solidão.

 

A segunda narradora do livro é uma jovem americana chamada Alma Singer em homenagem à personagem principal do livro favorito dos pais: A História do Amor.

É uma adolescente curiosa, atenta e corajosa que vive numa dualidade entre a necessidade de manter viva a memória do pai que faleceu e a necessidade de arranjar um namorado para a mãe que nunca mais viveu feliz desde a morte do pai.

Alma vem trazer um dinamismo muito interessante à história e fazer com que tudo se comece desenrolar e a interligar.

 

Há ainda um terceiro narrador, mas não é fácil perceber se é a própria autora, Nicole, ou um crítico literário que escreve sobre Zvi Litvinof, um professor no Chile que esclarece um mistério acerca do manuscrito do livro A História do Amor.

É  através do envolvimento destas histórias que vamos, como num quebra-cabeças, desvendando o mistério que nos levará a um final que, definitivamente, é emocionante e envolvente.

 

 

É um livro profundo, misterioso e muito bem escrito. É um romance complexo e ao mesmo tão simples e puro que se torna impossível de se esquecer.

 

 
Era uma vez um rapaz que amava uma rapariga e a sua gargalhada era uma questão que ele queria passar a vida toda a responder".

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.